De onde veio a bala que matou Eduarda?

Por Ronilso Pacheco

Que diferença faz? Nós sabemos de onde veio a bala que matou o menino Eduardo de Jesus, no Alemão; que matou Johnata Dalber no Borel, confundindo saco de pipoca com drogas; sabemos de que mãos veio a tortura que matou Amarildo. Nós sabemos de onde vieram as 111 balas que mataram Roberto de Souza, Carlos Eduardo, Cleiton de Souza, Wesley Castro e Wilton Junior, em Costa Barros; quem matou o menino Juan de apenas 11 anos e ousou esconder o corpo; sabemos quem arrastou Cláudia Ferreira.

Nós sabemos de onde vieram os tiros que mataram Alan de Souza, na Palmeirinha, enquanto só dançava, e ainda foi acusado de trocar tiros; sabemos de onde vieram as balas que percorreram a Baixada Fluminense em 2005 assassinando 29 pessoas; sabemos quem prendeu, forjou e mantém preso, matando na alma, Rafael Braga Vieira. Nós sabemos inclusive quem coloca a vida de jovens como Alda Rafael e Bruno Rodrigues pra morrer, expostos às balas que eles também sabem de onde vem, numa política de segurança falida. Nós sabemos de onde veio a bala que matou a pequena Sofia Lara Braga, de apenas 2 anos. Nós sabemos de onde veio a única bala que matou ao mesmo tempo Gleberson Nascimento e Alan de Souza Pereira; todos sabem de onde veio a bala que matou Douglas Rafael, o DG; sabemos de onde veio a bala que deixou o jovem Vítor Santiago paraplégico, na Maré, sem qualquer assistência.

Mais uma vez, insistem em provocar, na mídia e na sociedade, um debate vazio, inútil, cortina de fumaça, raso. Vamos nós mais uma vez dividir a opinião pública na individualização dos culpados, embora os supostos culpados sejam a ponta de uma cadeia estrutural perversa, que funciona muito bem. Tudo se resume em saber de onde o tiro veio? QUEM MATOU EDUARDA FOI O ESTADO, e sua política insana de manutenção de caça, repressão e guerra às drogas. Tenha a bala vindo de onde for. QUEM MATOU EDUARDA FOI A JUSTIÇA, que segue legitimadora do Estado, blindando sua responsabilidade.

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *