Sobre Definição de Pré-Candidatura

Nosso querido Chico Alencar quer saber a sua opinião sobre qual caminho deve tomar em 2018. O deputado federal do PSOL tem sido considerado para o cargo de senador pelo Rio de Janeiro ou como presidente. Qual a sua opinião sobre esse assunto tão importante para o PSOL e o Brasil? No fim do texto, Chico disponibilizou um e-mail para saber qual é a sua sugestão.

Nascemos para fazer a “piracema”: ir contra a corrente para ter mais vida. É preciso combater, no Brasil, os promotores da crise de destino em que nos afundamos como país. A apatia que eles estimulam ajuda no avanço do projeto regressista em curso.

Não há início de saída do abismo sem que se devolva ao poder instituinte da República, o povo, o direito de escolher seus governantes e legisladores, em pleito com igualdade de condições.

Esperar “salvadores da pátria”, lideranças messiânicas ou outsiders “apolíticos” (!) é um embuste. A crise é social (agudiza-se a desigualdade!), econômica, política, ambiental, de valores.

É frente a esses desafios que analiso o que algumas pessoas e correntes do PSOL têm proposto: meu nome para disputar eleição majoritária no próximo pleito. À presidência da República ou ao Senado, pelo Rio de Janeiro (duas vagas).

Acelero consultas a respeito, como sempre fiz, desde minha primeira candidatura a vereador, nos idos de 1988. Há iniciativas populares sobre as prementes reformas do Estado, da Política, Tributária, Urbana, Agrária, da Comunicação, da Saúde, da Educação. Um rico e dinâmico acervo que desmente quem diz que não há alternativas para o país. O recém lançado movimento ‘Vamos’, de debates públicos, também vai nessa direção (www.vamosmudar.org.br).

A conjuntura – de forte viés regressista, protofascista mesmo – segue confusa:
continuidade ou não do desgoverno Temer, essa coalizão de investigados, réus, devotos (sem votos) do Estado mínimo (exceto na repressão e nas negociatas) e do privatismo máximo; regras eleitorais urdidas para nos sufocar ainda mais (distritão –– o que exigiria mudança em nossa estratégia! –– fundo biliardário para as campanhas dos grandes partidos, cláusula de barreira).

Tudo isso tem a ver com VOCÊ. Por isso peço seu envolvimento nesse debate e decisão: sua opinião sobre potenciais e debilidades de cada opção. Vindo esse retorno, pois só tem serventia o que é COLETIVO, decido qual será minha contribuição na próxima disputa (tendo saúde e ânimo até lá…). Sem você não dá!

Fraternalmente, vamos juntos!

Chico Alencar

Rio, 21 de agosto de 2017.

(Retornos para: sol@chicoalencar.com.br)

Foto: Mídia Ninja

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

15 comentários em “Sobre Definição de Pré-Candidatura

  • 23 de agosto de 2017 em 02:08
    Permalink

    prezado deputado. na última eleição não tínhamos opções de esquerda viáveis ao senado. votaria com certeza no senhor

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 08:56
    Permalink

    Chico no Senado me parece uma unanimidade, tipo senador mais votado e tal. Quanto a presidência a questão é o PSOL está preparado para isso? As esquerdas estão preparadas para isso? Está na hora das esquerdas pararem de pensar no que as difere e pensar no que as faz iguais. Chico seria uma boa alternativa, mas na minha opinião não dá pra resolver candidatura a presidência sozinho. Vai aqui até uma sugestão: A abertura de uma campanha tipo “O que nos faz iguais?” envolvendo movimentos sociais, partidos políticos e a sociedade em geral. Talvez consigamos definir uma pauta comum e ai depois um nome capaz de levar essa pauta. Até lá Chico senador será um luxo, uma alegria e a certeza do dever cívico cumprido.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 09:08
    Permalink

    Sem dúvidas terar meu voto pro senado, e ganhará. O Rio precisa muito mais de vc, do que o.país no momento.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 09:18
    Permalink

    Sou coordenador do Emancipa Sul de Minas, em Alfenas/MG. Tenho acompanhado você há um tempo, antes de me filiar ao partido. E tenho dito: você destrói, Chico! Para o Brasil, podendo ver isso à nível nacional, na grande mídia e nas redes sociais, seria um avanço sem igual. Confio em você para essa disputa presidencial, que há de ser uma das mais baixas já vistas. Precisamos de força! <3

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 09:26
    Permalink

    Chico Alencar seria meu voto para senador

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 12:31
    Permalink

    Meu voto é seu em qualquer circunstância. Acho que o senado é mais viável, o passarinho na mão, que não podemos desperdiçar. Vc valoriza meu voto, parabéns pela diuturna luta!

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 12:41
    Permalink

    Eu acho que Chico é uma figura importante no Congresso Nacional, tanto pro país quanto para o PSOL. Acho que precisamos dele lá, não deveríamos arriscar, trocar uma reeleição certa, de um parlamentar atuante como o Chico, para uma aventura em uma eleição majoritária.
    Acho que o nome do PSOL ao senado no RJ deveria ser o Freixo, é mais conhecido no Estado, acabou de vim de um 2° turno na capital, Tarcísio Governador e Chico continuando sendo o nosso representante na câmara.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 13:57
    Permalink

    Senador. Penso que Chico Alencar tem toda condição de ser um bom Presidente, porém o PSOL ainda não tem um reconhecimento nacional capaz de elegê-lo ao mais alto cargo do Executivo. O povo brasileiro ainda se deixa levar pelas informações erradas que recebe e, com isto, muitos ainda tem “medo” da sigla. Assim, penso que o PSOL poderá aumentar sua representação no Legislativo Nacional, mas não a ponto de facilitar a atuação do Presidente.
    Portanto, na minha opinião, considero muito dificil a eleição de Chico Alencar para presidente. (Se por um acaso, ele viesse a ser eleito, retaliações seriam tantas que dificilmente poderia fazer um bom governo.) Sendo assim, perderíamos um grande representante. Desta forma, penso que ele deve tentar o cargo no Legislativo como Senado pelo Rio de Janeiro.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 14:29
    Permalink

    Gosto muito do Chico, levou meu voto como Federal, também levaria para presidente, mas acho que a sociedade (Brasil) não o conhece suficiente, então como voto válido: Chico Senador!

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 16:11
    Permalink

    Com certeza Senador para não corremos o risco de perde sua representividade.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 22:23
    Permalink

    CHICO SENADOR!! Apesar de ser um ótimo nome para concorrer à presidência, é melhor ter Chico no Senado que perdendo a eleição presidencial! Além disso, o nome dele é super competitivo para o Senado, que ano que vem terá duas vagas em disputa. Os atuais senadores não terão peso eleitoral para tentar a reeleição e os outros nomes ventilados não têm o mesmo peso que Chico, tendo reais chances de se eleger.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 22:46
    Permalink

    Chico, sabemos que sua candidatura a presidência serviria apenas para divulgar o programa do PSOL. Você no senado teria muito mais relevância e tem chances concretas de ser eleito, não desperdice a oportunidade de ser uma voz progressista no senado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *