CARTA DE CACHAMBI – SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO DA INTERNÚCLEOS PSOL CARIOCA – 2017

A Internúcleos do PSOL Carioca é uma instância de base que reúne os núcleos territoriais do partido na cidade do Rio de Janeiro. Nos dias 4 e 5 de fevereiro, no Cachambi – Zona Norte carioca, militantes representando 22 núcleos participaram do planejamento das ações da instância para o ano de 2017. Abaixo, a carta constituída no primeiro momento do evento que teve como objetivo a leitura e discussão da conjuntura.

CARTA DE CACHAMBI

Vivemos um período de crise civilizatória, iniciada a partir de uma crise econômica em 2008, quando  abriu-se um novo ciclo de disputa entre as potências imperialistas. Soma-se a isso uma crise ambiental, que atingirá mais de 200 milhões de refugiados até 2050. No Brasil, estamos no fim da chamada Nova República, período de grave crise institucional e de representatividade dos partidos tradicionais, ocasionado pela falência do projeto de conciliação de classes petista em aliança com PCdoB, PMDB e demais aliados.

O golpe palaciano, que colocou Temer no poder, é expressão desse momento, em que as diversas frações da burguesia brasileira se reunificaram para impor a necessidade de um novo ciclo de acumulação capitalista no país, com novas medidas de austeridade e retirada de direitos, ampliando os mecanismos de exploração dxs trabalhadorxs.

Nesse cenário, há um crescimento de figuras que representam um pensamento de extrema direita no Brasil e no mundo. Face da mesma moeda, as mulheres, LGBTTs, negros e negrassão são cada vez mais alvo de discriminação e violência desses setores. É urgente que, neste cenário, a construção do PSOL fortaleça tanto o protagonismo das lutas desses setores oprimidos, quanto sua representatividade em nossos espaços.

Nesse período de transição de poderes, novas alternativas desses novos tempos ainda não se consolidaram, apresentando uma disputa cujos resultados estão em aberto. Justamente por isso, devemos apostar na incerteza sobre os desfechos dos processos e a correlação de forças na qual devemos apostar e lutar. A ofensiva burguesa e a resistência a ela é o ponto central da análise de conjuntura hoje. A Reforma da Previdência, a flexibilização das leis trabalhistas, a privatização da CEDAE e o pacote do Pezão são exemplos de medidas que, caso sejam aprovadas, representam derrota para xs de baixo.

A vitória do Crivella foi uma vitória de um novo projeto assistencialista da direita, impondo um novo desafio para a esquerda na cidade, especialmente o PSOL Carioca e sua nova e ampliada bancada parlamentar municipal. A disputa contra eles vai muito além da questão religiosa, em virtude do trabalho de base da IURD e outras Igrejas Pentecostais.

Nessa conjuntura, é necessária uma construção partidária a partir de uma militância orgânica, preparada para intervir na realidade concreta e construir espaços que organizem a resistência aos atuais ataques sobre xs trabalhadorxs, articulando movimentos socais e dialogando com demais organizações da esquerda socialista.

Xs militantes organizados em núcleos, portanto, apontam a partir de seu Seminário de Planejamento, que a Internúcleos deve construir no partido uma alternativa para além das eleições. Para a Internúcleos, o foco deve estar na presença do partido nas lutas, na construção de seu programa com grupos e movimentos que constroem a cidade, diferenciando-se do PT e do seu projeto de conciliação de classes, buscando formar um terceiro campo político em conjunto com demais movimentos e organizações da esquerda socialista. Assim, coloca-se a centralidade do envolvimento e estímulo dos núcleos em todas as lutas dos explorados, exploradas e oprimidxs da cidade.

A construção da Internúcleos representa a construção de um trabalho de base, em cada localidade, em torno de cada pauta, retomando uma construção essencial para a esquerda socialista no país. As transformações profundas na sociedade ocorrem sempre de baixo para cima e nunca no sentido contrário. Nosso papel é servir de instrumento para que o Rio de Janeiro seja, como laboratório de resistências, um irradiador de uma rede de cidades rebeldes e ser um pólo de contra-hegemonia em todo o país!

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *