Nota do PSOL: discursos de ódio não serão tolerados

No momento de extrema consternação diante do atentado político contra a vereadora Marielle Franco, a executiva estadual e municipal do PSOL vem a público repudiar veementemente os ataques à sua reputação, história e trajetória de militância. Não aceitaremos declarações inverídicas, caluniosas, voltadas unicamente ao aumento do discurso de ódio que vitimou nossa companheira e a todos nós. Não nos calaremos nunca diante de publicações covardes e mentirosas.

O PSOL entrará com uma representação junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra as odiosas declarações da desembargadora Marilia Castro Neves. Um representação criminal por calúnia também será apresentada contra a desembargadora. Nos causa horror e espanto que uma pessoa investida em uma função pública de tamanha importância social volte-se para a disseminação de afirmações deste caráter.

O partido estuda, ainda, o acionamento judicial contra outras pessoas que atentam contra a honra da nossa companheira.

Contamos com a sua ajuda para dar um basta ao discurso de ódio! Caso veja uma publicação caluniosa, envie uma foto e o link para contato@ejsadvogadas.com.br

Do nosso luto virá a fortaleza. Marielle vive!

Executivas do PSOL Carioca e Rio de Janeiro

Foto: Cicero Rodrigues

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *