Fora Crivella! Eleições diretas já! O povo deve decidir!

A insatisfação popular com a prefeitura de Marcelo Crivella (PRB) chegou nas últimas semanas a um ponto crítico. Aquele que prometia “cuidar das pessoas” é o responsável direto por uma gestão que elevou o sucateamento da saúde e da educação públicas a patamares intoleráveis, agravou a injustiça na cobrança do IPTU e ampliou a histórica submissão da prefeitura às máfias das empresas de ônibus.

Na realidade, os mais elementares serviços públicos estão às traças. A cidade tem sinais de abandono em todos sentidos. É o que demonstra, uma vez mais, a completa vulnerabilidade do município frente às chuvas, sobretudo do ponto de vista da prevenção de enchentes, que receberam investimentos decrescentes a cada ano. Os servidores do município, por sua vez, tem seus salários e condições de trabalho degradados, como a recente greve dos garis denunciou.

O PSOL esteve, desde o início, na linha de frente da luta contra o projeto político de Crivella. Consideramos que Crivella governa para poucos, excluindo a maioria de sua parte devida, e denunciamos suas tentativas de cercear a liberdade de consciência e manifestação. Para nós, e para a maioria da população carioca, Crivella é responsável pela situação crítica pela qual a cidade passa e não deve seguir governando. Por isso, o PSOL junta sua voz aos que gritam: Fora Crivella!

O prefeito enfrenta agora uma série de denúncias, por improbidade administrativa, nepotismo e uso da máquina pública para fins privados. É fundamental que estas denúncias sejam averiguadas até o seu final e que, caso comprovadas, Crivella seja responsabilizado. Por isso, votamos a favor da instalação do processo de impeachment contra o prefeito. Somos contrários, porém, a toda e qualquer manobra que busque fazer da eventual queda de Crivella uma oportunidade para a eleição indireta de um novo prefeito, via modificação na Lei Orgânica do Município.

É o povo quem deve decidir seus governantes, não os acordos de bastidores. Caso Crivella seja condenado ou renuncie, devem ser realizadas, como prevê a lei, novas eleições diretas para que o povo decida o novo prefeito. É somente com democracia e transparência que a crise por que passa o município poderá ser superada.

É hora de ocupar as ruas. O PSOL estará, com seus militantes e apoiadores, fortalecendo a mobilização da classe trabalhadora e dos setores oprimidos do povo carioca, para derrotar Crivella e em defesa de uma saída democrática, que preserve a soberania popular.

FORA CRIVELLA
Eleições diretas já
O povo deve decidir

Executiva Municipal do PSOL Carioca

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *