Esporte

☼ Criar o Conselho Estadual de Esporte, dando-lhe estrutura e capacidade autônoma de avaliação, consulta e deliberação sobre as políticas públicas de esporte;

☼ Instituir um Plano Estadual de Esporte, garantindo a participação ampla, direta e descentralizada da sociedade ao longo de todo o processo de elaboração e implantação;

☼ Realizar um levantamento dos equipamentos (bicicletas públicas, academia de terceira idade, etc.) e quadras esportivas existentes em cada município para medir a influência sobre os diferentes territórios e desenvolver, junto com o Conselho Estadual de Esporte, políticas de recuperação e manutenção da rede existente, bem como de construção de novos equipamentos e quadras em regiões que ainda não foram beneficiadas;

☼ Reformar as quadras poliesportivas das escolas estaduais que se encontram em condições precárias e construir quadras nas escolas que não tem equipamentos esportivos mas tem espaço físico para comportar quadras;

☼ Implementar um programa de incentivo e fomento que promova a revitalização dos clubes de bairro, reavaliando as contrapartidas sociais e a questão das dívidas dos clubes para garantir às escolas estaduais o acesso aos equipamentos e instalações esportivas dos clubes e integrá-los às estratégias de desenvolvimento da educação física e do esporte de alto rendimento;

☼ Investir na ampliação de projetos sociais no Celio de Barros, no Julio Delamare e no Maracanãzinho;

☼ Estabelecer um calendário estadual de competições esportivas nas diversas modalidades, definindo uma estratégia de fortalecimento dos esportes amadores e do esporte de alto rendimento, integrando os clubes e as escolas estaduais;

☼ Criar uma coordenadoria do torcedor para integrar os esforços pela garantia dos direitos do torcedor quanto a acesso, conforto, distribuição de ingressos e questões de segurança relativas aos eventos esportivos de maior porte;

☼ Traçar uma estratégia de reaproveitamento dos equipamentos olímpicos destinados aos Jogos de 2016 que estiverem localizados em terrenos ou imóveis de propriedade do Governo do Estado, visando transformá-los em centros de desenvolvimento da educação física e formação de atletas de alto rendimento;

☼ Criar um centro de referência público de desenvolvimento do iatismo na Marina da Glória, buscando parceria com os clubes existentes na Baía de Guanabara, a Marinha do Brasil, universidades e instituições dessa modalidade;

☼ Rever os termos de cessão para o administrador privado do estádio de remo, visando a recuperação da gestão pública do espaço para treinamento e formação de atletas;

☼ Realizar uma auditoria completa do processo de privatização em curso do Complexo do Maracanã, visando a retomada da gestão pública e o resgate de seu caráter popular, priorizando:

☼ Garantir uma cota de ingressos a preços acessíveis, fixados de acordo com o salário mínimo nacional;

☼ Promover a reativação de setores populares, atrás dos gols, sem cadeiras, como forma de ampliar a capacidade do estádio e permitir as manifestações festivas e as coreografias que sempre caracterizaram os jogos;

☼ Garantir o respeito do direito ao trabalho de comerciantes, ambulantes e camelôs no entorno dos complexos esportivos em dias de eventos.

Acessibilidade Assistência-social Comunicação Cultura Educação Botão-site Emprego-e-renda Finanças-públicas Lazer Meio-ambiente Memória-e-verdade Mobilidade Moradia Planejamento-e-gestão Previdência-social Proteção-aos-animais Saneamento-ambiental Segurança-alimentar-e-nutricional Segurança-pública Saúde Turismo Programa-Completo o-rio-tem-jeito