KARABBAH 50203

Sou muitas em uma só, para além do que os olhos enxergam. Acadêmica e evangélica, brasileira filha de angolanos residentes no Brasil. Sou fruto da rede pública de ensino e da política de cotas raciais que tanto insistem em boicotar. Fui aluna de pré-vestibular comunitário, estudava de manhã, ajudava em casa durante a tarde, à noite o cursinho era meu próximo destino e tudo se repetia no dia seguinte. Passei no meu primeiro vestibular para o curso de Direito, onde me graduei com bolsa integral em uma instituição privada. A pergunta mais feita pelos professores durante a primeira semana do semestre era: “Por que o curso de Direito?”. E a resposta quase unânime: “Para que exista justiça”. Seria cômico se não fosse trágico a constatação de que, numa turma de aproximadamente 20 alunos, eu fosse uma dos apenas 4 negros da sala. Logo veio a formatura, depois a aprovação na OAB e cá estou eu, hoje advogada, seguindo por melhorias para mim e para todxs com essa candidatura, ainda em busca da tão falada justiça.

É… a caminhada é longa e árdua, mas apenas mais uma de tantas outras que já percorri. Avante!

BANDEIRAS E LUTAS

Educação | Saúde | Juventude | Favela | Negritude

SIGA A KARABBAH NAS REDES SOCIAIS: