Plenária da Campanha “Mudar é Possível” PSOL/PCB acontece na Zona Oeste

Neste sábado, 3 de dezembro, Campo Grande recebe os co-candidatos à prefeitura do Rio em 2016, Marcelo Freixo e Luciana Boiteux, para uma avaliação conjunta dos núcleos da campanha “Mudar é Possível”, capitaneada pelo PSOL Carioca e o PCB, e com adesão de outros movimentos sociais. O evento acontece a partir das 14h, na sede do SinPro na zona oeste – Rua Manai, 180.

unnamed
A plenária é uma oportunidade para quem participou do processo eleitoral expor suas críticas, sensações e elogios; além de planejar em conjunto, quais ações serão tomadas a partir do sentimento de revitalização do esforço democrático readquirido por muitas e muitos por conta da campanha. Apesar da derrota eleitoral, a avaliação de que houve ganhos em termos políticos, é bastante positiva entre os militantes do PSOL. Neste mês após a corrida às urnas, núcleos territoriais (de filiados ao partido) reuniram mais de 1000 militantes para suas análises e autocríticas – demonstrando um vigor para o reconhecimento dos esforços e também, a necessidade de se continuar a luta pelo direito à cidade – tema base da campanha “Mudar é Possível”.

Seis vereadores e a derrota do PMDB no 1º Turno

Tarcísio Mota, Marielle Franco, Renato Cinco, Paulo Pinheiro, Leonel Brizola Neto e David Miranda. Esse é o time que representará os projetos do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Câmara Municipal do Rio, a partir de 2017. Os dois primeiros e Miranda nunca tiveram cargos públicos e assumem com a perspectiva de mudança e transformação na maneira como é realizada a política e a sua relação com a sociedade. No total, o partido obteve 283.648 votos para vereador e destes, 33.617 em sua legenda. Como suplentes encabeça a lista o atual vereador Babá. Em seguida, aparecem o veterinário Dr Marcos Paulo, o jovem de 24 anos da Zona Oeste, William Siri e a prostituta, Indianara Siqueira.

Com apenas 11 segundos de TV e com uma estratégia de financiamento coletivo que arrecadou mais de 1,5 milhões de reais, a partir de cerca de 10 mil doações de pessoas físicas, Marcelo Freixo e Luciana Boiteux conquistaram a confiança de 553.424 eleitores cariocas no primeiro turno e derrotaram o PMDB no Rio – força que estava há 8 anos na prefeitura e há 10, no estado. Apesar de não conseguir reverter os votos do adversário na segunda etapa, a campanha “Mudar é Possível” entra para a história eleitoral brasileira como uma das mais marcantes, tanto pelo pouco tempo de TV, quanto pela derrota do PMDB, o recorde de arrecadação por pessoa física e claro, a organização popular e democrática da campanha.

Agora, é a vez de nos encontrarmos novamente, avaliar e tirar lições do processo e também, formular as novas ações para o próximo período – um momento de bastante angústia para a sociedade brasileira e carioca. Esperamos todas e todos, amanhã, a partir das 14h, no SinPro, em Campo Grande.

Só a luta muda a vida!

PSOL Carioca

Site oficial do Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade da Cidade do Rio de Janeiro #50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *