MARIELLE FRANCO

Foto Marielle Franco é vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL eleita pela primeira vez em 2016.  Ela foi eleita para sua primeira legislatura com 46 mil e 502 votos. Atualmente, ocupa a Comissão de Defesa da Mulher.

Entre em contato com o mandato pelas redes sociais:

Facebook

Twitter

 

“Eu sou porque nós somos”

Marielle Franco é mãe da Luyara e cria da favela da Maré. É socióloga formada pela PUC-Rio e mestra em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Sua dissertação de mestrado teve como tema: “UPP: a redução da favela a três letras”. Trabalhou em organizações da sociedade civil como a Brasil Foundation e o Centro de Ações Solidárias da Maré (Ceasm). Atualmente é coordenadora da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Este ano, foi agraciada com o 4º Prêmio Dandara: Mulheres Sempre Vivas – 2016, Oferecido pela Associação & Planejamento Para o Desenvolvimento (Asplande) – Programa de Capacitação e Assessoria a Rede Cooperativa de Mulheres Empreendoras da Região MetropMarielle-bioolitana do Rio de Janeiro.

A Política É Uma Escolha?

A política é uma luta cotidiana. Nós a sentimos todos os dias quando vamos levar nossos filhos, sobrinhos e netos para a escola e não tem aula, ora por causa do tiroteio, ora porque não tem professores; quando não há vaga nas creches; quando não há atendimento nos hospitais; quando somos desrespeitadas nos transportes públicos; desvalorizadas no ambiente de trabalho; assediadas nas ruas; violentadas em casa. O que sentimos na verdade é a falta ou a precariedade de políticas públicas que respondam às necessidades diárias.

Não é à toa que política e luta são palavras femininas. Sempre precisamos disputar o nosso lugar na sociedade. Seja na luta pela vida nos nossos lugares de moradia como na favela, subúrbio e espaços populares, seja pela falta de representatividade na política. Nós mulheres estamos historicamente disputando nosso lugar no trabalho, na vida pública e na política, que é caracterizada pela ausência feminina nesse espaço de decisão.

E como não desistimos do direito à vida das mulheres, dos negros e da juventude, a nossa luta é pra fazer valer. Nos propomos a adentrar e atuar coletivamente para garantir direitos num espaço tão contraditório como o Estado. Como o maior violador, o Estado também figura como a principal ferramenta para se acessar e fazer valer nossos direitos.

Essa página pública busca trazer à tona todas essas discussões de maneira coletiva. A nossa força vem do sonhar, do lutar, do existir e resistir. O protagonismo é da mulher, da raça, da MulheRaça.

Vamos junt@s ocupar a vida política!
Participe! 2016marielle@gmail.com

Marielle Franco 50777